Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.
Informação profissional para a agricultura portuguesa

‘Territory Talks’ antecipam como será a agricultura e a alimentação em 2050

14/11/2022
Da terra à mesa, há todo um caminho (des)conhecido que vai moldar o futuro da agricultura e da alimentação a nível global. Por isso, Lorenzo Giovanni Bellù, economista da Rede de Prospetiva Estratégica das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), é o convidado da próxima sessão das ‘Territory Talks – Conversas sobre o(s) Futuro(s) do(s) Território(s)’, agendada para 15 de novembro.
foto

Nos próximos 30 anos, como é que será o futuro da alimentação e da agricultura em Portugal e no Mundo? Esta é a questão que vai alimentar a discussão, a partir das 18h, em ambiente online e com transmissão em streaming.

Economista sénior do Ponto Focal da Rede de Prospetiva Estratégica das Nações Unidas para a FAO, Lorenzo Giovanni Bellù vai apresentar alguns dados do relatório fFuturo da Alimentação e da Agricultura: Caminhos Alternativos até 2050’.

As incertezas que envolvem as dinâmicas demográficas, a escolha de diferentes dietas, o progresso tecnológico, a distribuição de rendimentos, a disponibilidade dos recursos naturais, as alterações climáticas e até a própria sustentabilidade da paz vão ser fatores decisivos num cenário prospetivo. Neste webinar, far-se-á um exercício de previsão que esboça cenários alternativos e destaca potenciais caminhos para os sistemas alimentares e agrícolas a nível regional, nacional e global.

Com moderação dos investigadores do Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD), Luís Ramos e Lívia Madureira, a próxima sessão ‘Territory Talks’ será aberta à participação de todos e gratuita.

'Territory Talks – Conversas sobre o(s) Futuro(s) do(s) Território(s)' até 2023

Organizadas no âmbito do 20º aniversário do Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD), as 'Territory Talks – Conversas sobre o(s) Futuro(s) do(s) Território(s)' procuram traçar uma visão prospetiva dos territórios, pela voz de um conjunto de especialistas.

Até meados de 2023, as 'Territory Talks – Conversas sobre o(s) Futuro(s) do(s) Território(s)' vão contribuir para (re)pensar o lugar que os territórios podem e devem ocupar na construção de um cenário prospetivo, desejável e possível para Portugal, à luz dos grandes desafios societais, ambientais e tecnológicos do século XXI (a crise climática e a transição energética, o uso eficiente de recursos e a conservação da biodiversidade, a crise demográfica e a renovação geracional, a transformação digital da sociedade e da economia, a reconfiguração do modelo de globalização e a reindustrialização, os novos modelos para o trabalho e para a mobilidade dos indivíduos e das empresas, a crise da democracia, o futuro da agricultura e da alimentação, entre outros).

As 'Territory Talks – Conversas sobre o(s) Futuro(s) do(s) Território(s)' serão retomadas no início do próximo ano.

Cnema – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, S.A.Agrogarante - Sociedade de Garantia Mútua, S.A.Iaas-UtadChaparro Agrícola e Industrial, S.L.Atlas – Mediadora de Seguros Lda.

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial