Os controladores de nivel
Informação profissional para a agricultura portuguesa
Falámos com algumas empresas e fomos sentir o pulso ao setor

FNA22 revelou um setor sustentável, inovador e tecnológico

Ana Clara30/06/2022

A FNA 22 – Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo que decorreu de 4 a 12 de junho, no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, teve como tema central a 'Inovação e Tecnologia'. O certame mostrou que o setor está em permanente mudança, soube modernizar-se e assume cada vez mais a bandeira da sustentabilidade. O público contou com uma grande mostra de maquinaria e equipamentos, bem como várias conferências e momentos lúdicos. A Revista Agriterra, media partner do certame, marcou presença com stand próprio. A edição de 2023 já tem data marcada: vai decorrer de 3 a 11 de junho.

FNA22 marcou o regresso em pleno do certame aos moldes pré-pandemia

FNA22 marcou o regresso em pleno do certame aos moldes pré-pandemia.

Durante os nove dias de feira foi possível aos visitantes observarem alguns dos mais modernos equipamentos que se utilizam hoje em dia ao serviço da agricultura: sensores inteligentes que transmitem as necessidades das plantas, sondas que medem o nível de humidades dos solos, sistemas de mapeamento de terrenos, drones que analisam as culturas em tempo real e que permitem ao agricultor regar e fertilizar no momento certo sem desperdício, equipamentos para detetar doenças e pragas de forma atempada, entre outros.
Destaque para a apresentação do primeiro trator movido a gás natural que assegura o mesmo rendimento que um trator a diesel com muito menos custos e para uma nova máquina movida a energia elétrica para trabalhar a vinha que pode funcionar dia e noite sem operador.
A Nave B contou habitualmente com muitas empresas de equipamentos agrícolas e este ano não foi exceção. Muitos dos expositores presentes apresentaram soluções amigas do ambiente como sistemas de rega mais eficientes, produtos biológicos de resíduo zero, substratos naturais, controlo de pragas, entre outros. Paralelamente, estiveram presentes associações e instituições do setor e decorreu a Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém.
Já a Nave A recebeu mais uma edição do Salão Prazer de Provar, que reúne produtos de grande variedade e qualidade como vinhos, azeites, queijos, enchidos, entre outros. O evento contou com a presença das grandes superfícies que atuam no território português e marcas de referência na área agroalimentar.
Na Nave C, os visitantes puderam verificar artesãos a trabalhar ao vivo, acessórios para o lar e disfrutar de sabores nacionais nos vários locais de degustação que ali estiveram presentes. Simultaneamente, houve espaço para atuações de ranchos folclóricos, acordeão, concertinas e muita animação.

O certame contou com uma grande mostra de maquinaria e equipamentos inovadores reflexo de um setor moderno, dinâmico, renovado e com preocupações ambientais. Para muitos dos expositores presentes, a expetativa foi ultrapassada pelos muitos contactos estabelecidos e pelos negócios efetuados.

A FNA 22 teve em exposição uma mostra de diferentes raças autóctones bovinas nacionais e equinos, representando algumas das principais coudelarias nacionais, suínos, caprinos e ovinos. Estiveram permanentemente em exposição 392 efetivos e estiveram envolvidos em provas 254 animais.

Com o intuito de promover a feira de uma forma mais direta a FNA 22 voltou a contar com a E-FNA. A plataforma agregou 118.000 visitas de todo o mundo e 332.000 ações. A E-FNA continua a ser uma extensão da feira física e das várias atividades que aqui decorrem.

Revista Agriterra foi media partner da FNA e marcou presença na feira com stand próprio
Revista Agriterra foi media partner da FNA e marcou presença na feira com stand próprio.

Conversas de Agricultura e Encontros

Numa clara demonstração do interesse das várias discussões que aqui decorreram a Feira Nacional de Agricultura foi palco de 32 ações sobre o setor no Ciclo de Conferências 'Conversas de Agricultura' que contaram com a participação de especialistas de diversas áreas.

Nos vários debates, destaca-se a apresentação de uma visão do futuro da agricultura relativamente à componente digital e uma ideia de internet das coisas numa análise em tempo real das culturas e que permitirão ao agricultor otimizar a produção a qualquer momento.

Cerca de 1500 pessoas assistiram presencialmente a estes seminários e aos vários encontros.

Na área da gastronomia, o alargamento da área dos restaurantes foi bem recebido pelas pessoas e a renovação das esplanadas das tasquinhas foi mais um motivo de atração para os visitantes, o que possibilitou um melhor serviço para todos.

As empresas

Borrego Leonor & Irmão na FNA 2022

A empresa Borrego Leonor & Irmão , enquanto empresa líder na comercialização de fatores de produção para a agricultura, não poderia deixar de estar presente na FNA22. “A Feira Nacional da Agricultura é o maior evento que temos no nosso país, e que junta os vários intervenientes do setor agrícola. Para além disso, é um evento onde acabamos por encontrar clientes com os quais trabalhamos todo o ano, mas que esta é a única altura em que nos encontramos fisicamente. Estamos a falar de clientes de todos os pontos do País incluindo as ilhas”, realça a empresa.

Equipa Borrego Leonor & Irmão na FNA
Equipa Borrego Leonor & Irmão na FNA.
Para a a Borrego Leonor & Irmão, este é, sem dúvida, um ano bastante difícil para a agricultura. “Após dois anos de pandemia iniciámos uma campanha com uma guerra na Europa que afeta em muito este setor, que se deparou com grandes dificuldades na obtenção de matéria-prima, custos energéticos e de transportes muito altos, inflação elevada, dificuldade em contratar mão de obra. Este é, sem dúvida, um ano muito complicado, de bastantes dificuldades e de alto risco para nós, para os nossos agricultores e para todo o setor agrícola”, sublinha a empresa.

Jopauto apresentou o Bakus L da Vitibot

Também a Jopauto marcou presença na FNA22. Daniel Lopes, Diretor Comercial, referiu à Agriterra que “a Jopauto tem sido um expositor frequente na FNA, porque acreditamos que este evento é o único que se reveste de dimensão nacional”.

O robot Bakus L é 100% elétrico e autónomo, e permite fazer diversos trabalhos na vinha, quer de solo, de controlo de vegetação, quer de pulverização...
O robot Bakus L é 100% elétrico e autónomo, e permite fazer diversos trabalhos na vinha, quer de solo, de controlo de vegetação, quer de pulverização.

“O nosso portfólio de equipamentos está cada vez mais alinhado com a estratégia de sustentabilidade na viticultura, que defendemos e, este ano, tivemos para além das soluções de controlo mecânico de erva da Clemens e Boisselet, de controlo mecânico da vegetação da Provitis e de sistemas de reciclagem em pulverização da LIPCO, uma novidade assinalável, o Bakus L da Vitibot”, disse.

O responsável explica que se trata de um robot 100% elétrico e autónomo, que permite fazer diversos trabalhos na vinha, quer de solo, quer de controlo de vegetação, quer de pulverização. “É o robot para viticultura mais versátil e testado do mercado, e estamos muito contentes por ter conseguido apresentá-lo na FNA deste ano. Na nossa opinião, foi a verdadeira novidade tecnológica da feira. Continuaremos a apresentar soluções revolucionárias nas próximas edições, com certeza”, concluiu.

Tratores Ibéricos na FNA centrados no crescimento da Kubota em Portugal

A Kubota, através da Tratores Ibéricos, esteve mais uma vez representada na Feira Nacional de Agricultura. Além do acompanhamento permanente aos visitantes, quer fossem clientes finais ou rede de concessionários, a equipa da Tratores Ibéricos conseguiu reunir e apresentar a sua gama quase completa de tratores e equipamentos onde se destacam duas novidades essenciais: a linha LX com transmissão mecânica, tendo exposto o LX-351 e os atomizadores/pulverizadores Kubota, com a exposição do modelo XTA2230.

Conforme nos contou Bruno Pignatelli, gerente da Tratores Ibéricos, o trator LX-351 era uma necessidade antiga da marca para o mercado português. Até agora a gama de 35 CV contava apenas com tratores hidrostáticos. Este trator de transmissão mecânica é um equipamento muito adequado a culturas especializadas como vinhas e pomares. Compacto com 1500 cc de cilindrada, 4 cilindros e um regime nominal de 2.600 rpm, conta, como não poderia deixar de ser, com o cumprimento da regulamentação de emissões Stage V. A transmissão mecânica é de 12+12 velocidades sincronizadas, a direção é assistida e o sistema hidráulico conta com controlo de posição e de esforço, o regime da TDF é de 540/540E rpm. As dimensões são muito adequadas à utilização também em estufas e espaços confinados, beneficiando de uma largura mínima do trator de apenas 1 metro. O seu peso também é muito reduzido o que traz grandes vantagens em termos de baixa compactação do solo.

A Kubota, apresentou também novos atomizadores rebocados para culturas especializadas, trata-se do XTA2230.
Estes equipamentos, fabricados em Espanha na Fede (marca adquirida recentemente pela Kubota), possuem uma série de inovações tecnológicas que garantem uma utilização mais sustentável e mais amiga do ambiente e da carteira do agricultor.
Stand da Tratores Ibéricos na FNA
Stand da Tratores Ibéricos na FNA.

Caraterísticas principais:

  • Grupos de ar QI: cobertura homogénea da planta em zonas exteriores e interiores e nas diferentes alturas do cultivo.
  • Poupança de combustível de 4 l/h.
  • Desenhado para evitar problemas mecânicos.
  • Pulverizadores respeitadores do meio ambiente.
  • Depósitos com capacidade entre 1000 e 4000 litros.
  • Diâmetro de ventilador de 800mm e 900 mm.
  • Caudal de ar desde 43000m3/h até 110.000m3/h.
  • Capacidade da bomba de 105l/min, 120l/m ou 160l/m.
  • Configuração ideal para culturas como vinha, pomares, citrinos, olival e lenhosos.
Este equipamento conta com tecnologia avançada H3O que regula e ajusta a aplicação de tratamentos fitossanitários em função do volume da cultura. A conexão à internet do pulverizador permite-lhe enviar ordens de trabalho e registar todos os dados de pulverização, proporcionando assim uma rastreabilidade real. Este atomizador reduz a deriva em até 50%, o uso de pesticidas em 25% e o consumo de combustível em 4 l/h.
Relativamente à participação na feira, Bruno Pignatelli afirmou: “nunca falhámos uma FNA, mesmo no ano passado, o ano de reabertura, fomos das poucas marcas que cá estivemos, e continuamos por cá. Conseguimos reunir todas as nossas gamas e todos os nossos modelos. A maior parte deles já estão inclusivamente vendidos. Os concessionários estão à espera de os entregar aos clientes finais".
Em relação aos constrangimentos do mercado relacionados com os problemas logísticos e outros, como a guerra, salienta: “vamos certamente continuar a atravessar dificuldades a curto prazo. Toda a parte logística, as fábricas estão completamente cheias de trabalho... não estou a ver a curto prazo, nem no início do próximo ano, condições para melhorar as entregas. Dito isto, o mercado está em alta, relativamente ao ano passado. Até final de maio continua uma tendência de subida de cerca de 15%. Na Kubota, estamos a recuperar alguma cota de mercado, perdida no ano passado, exatamente por não termos produto. Não conseguimos recuperar ainda o nível de inventários que costumamos ter e que queremos ter para ajudar e suportar os nossos concessionários nas vendas e não vejo que a curto prazo consigamos resolver o problema. Trabalhamos para ter stock suficiente para poder servir os nossos concessionários, e também apoiá-los em eventos, em feiras e demonstrações. A nossa postura é sempre essa: ajudar o nosso concessionário a chegar mais além”.

Cinco anos de Nutrimais na FNA

Para Filipa Teixeira, a Feira Nacional de Agricultura “é uma referência para o setor agrícola”. “É um certame onde ‘desfilam’ clientes, e potenciais clientes, onde desfilam clientes profissionais e amadores", realçou a Gestora Comercial da Nutrimais.

Soluções Nutrimais na FNA22
Soluções Nutrimais na FNA22.

A responsável lembra que “há cinco anos que o Nutrimais participa nesta feira, com o objetivo de consolidar a marca e apresentar os produtos e novidades aos interessados em soluções sustentáveis para o solo. A gama Nutrimais tem vindo a crescer sendo composta por corretivos e substratos orgânicos específicos para diferentes tipos de culturas".

“Este ano apresentamo-nos de uma forma diferente. O nosso stand esteve localizado na Nave A com a finalidade de dar a conhecer as soluções Nutrimais existentes para o mercado agrícola. Foram dinamizados workshops e provas de produtos de clientes Nutrimais. Achamos essencial esta união que garante um ‘win-win’ para todos”, explicou Filipa Teixeira, adiantando que "o stand foi um sucesso sendo o balanço muito positivo. Fizemos a diferença - muita adesão e contactos bastante interessantes para futuro”.

Nutrofertil apresentou propostas para uma agricultura mais sustentável

Nanci Santos, da área de Comunicação e Marketing da Nutrofertil, lembrou que a marca participou pela primeira vez nesta edição da FNA, “aproveitando esta plataforma de montra para exibir as nossas propostas para uma agricultura mais sustentável e amiga do ambiente”.

Nutrofertil deu a conhecer as suas soluções junto dos agricultores
Nutrofertil deu a conhecer as suas soluções junto dos agricultores.
“Primámos em valorizar a nossa estratégia na implementação de práticas de sustentabilidade que resultaram em aumentos significativos na área dos fertilizantes biológicos e nas soluções orgânicas para aplicação em grandes culturas. Esta foi a nossa temática de apresentação. Ancoramos o nosso percurso nos nossos produtos e na sua diferenciação. O nosso posicionamento no mercado resulta da preocupação no desenvolvimento de soluções que vão ao encontro das reais necessidades dos produtores”, considerou.

REVISTAS

FNA24Altice Forum Braga

NEWSLETTERS

  • Newsletter Agriterra

    28/02/2024

  • Newsletter Agriterra

    21/02/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial