Chaparro Agrícola e Industrial, S.L.
Informação profissional para a agricultura portuguesa

Projeto Reserva do Vale Velho vence 4ª edição do programa Talenta

13/03/2024

Num país onde apenas 33% das mulheres lideram projetos agrícolas e pecuários, o programa Talenta premiou hoje os novos projetos rurais liderados por empreendedoras femininas. Uma iniciativa da Corteva Agriscience, a maior empresa agrícola 100% listada no mundo, e uma referência em sementes sob a sua marca líder Pioneer, proteção de culturas e agricultura digital, e da Confederação dos Agricultores de Portugal(CAP), que vai na 4ª edição e no total já somou mais de 250 candidaturas em território nacional.

Imagen

Por ocasião do Dia Internacional da Mulher e de forma a colocar em relevo a sua importância no futuro do panorama rural português, 3 novos projetos foram reconhecidos e revelados na cerimónia de entrega de prémios da 4ª edição do Programa Talenta, de onde saiu uma vencedora e duas finalistas.

Ana Teresa Matos, foi a grande vencedora da 4ª edição com o projeto Reserva do Vale Velho cujo objetivo é continuar a recuperar a área degradada de 'Casal das Pias', na região da Serra da Estrela, com reflorestação das espécies nativas, prática de agricultura sustentável e a preservação da cultura local.

Filha de pais biólogos e apaixonada pela natureza desde a infância, Ana Teresa Matos, formou-se em biologia e ecologia e na Reserva do Vale Velho, em Folgosinho, no município de Gouveia, onde a economia circular e a sustentabilidade são um objetivo presente e futuro.

Por outro lado, a empreendedora rural Diana Costa recebeu um dos prémios de finalista com a sua “Quinta da Mourisca”, um projeto familiar do Alendouro, em Trás-os-Montes, que visa revitalizar a região, combinando tradição e inovação na produção de alimentos biológicos. As mulheres desempenham um papel crucial na Quinta da Mourisca, representando 70% da equipa. A sustentabilidade é uma prioridade, com práticas para reduzir o desperdício e a reutilização de recursos.

A finalista decidiu seguir o seu interesse por gestão e sustentabilidade, matriculando-se em cursos e programas relacionados. Acredita na importância de revitalizar o mundo rural e promover a ligação entre as áreas urbanas e rurais para explorar o potencial do interior português, na zona de Agrobom, no município de Alfândega da Fé.

Diana Rego, obteve também o prémio de finalista pelo seu projeto “Criatura”, um projeto local, sediado em Penafiel, que trabalha diretamente com pequenos agricultores, transformando excedentes de plantas aromáticas e frutas em produtos inovadores. Além de dar uma nova vida a produtos com menor valor comercial, este projeto valoriza também a profissão dos pequenos agricultores, reduzindo o desperdício alimentar e contribuindo para a economia local e conservação da biodiversidade. Todos os produtos são formulados com matérias-primas biológicas portuguesas e certificadas, promovendo práticas agrícolas sustentáveis.

Diana Rego desenvolveu um interesse pela natureza e pela agricultura, influenciada pelos seus avós agricultores. Tendo notado as dificuldades dos pequenos agricultores locais em rentabilizar as suas colheitas, inspirou-se nessa realidade e no desejo de ter um papel ativo na comunidade para criar a marca “Criatura”, em Penafiel. As duas finalistas vão ter acesso a formação e a vencedora do primeiro prémio irá receber ainda um apoio financeiro de 5.000 € para a implementação do seu projeto. O programa TalentA, foi lançado em 2021 pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e pela Corteva Agriscience, com o objetivo de empoderar as empreendedoras rurais e capacitar os seus projetos com formação e financiamento, contribuindo para a sua expansão.

Durante o evento, Clara Serrano, Vice-Presidente da Unidade Comercial do Sul da Europa na Corteva Agriscience transmitiu o seu agradecimento às finalistas: “Estamos muito orgulhosos por, mais uma vez, ajudar a elevar o papel das mulheres rurais na agricultura, que, apesar das barreiras sentidas ano após ano, não baixam os braços e continuam empenhadas em revitalizar o mundo rural e liderar a transformação positiva no panorama rural nacional. Na Corteva, sabemos que as mulheres são a espinha dorsal do mundo rural e acreditamos que a formação e o apoio financeiro são a chave de sucesso para a implementação de qualquer projeto. É com muito agrado que concluímos a 4 ª edição deste programa e reforçamos a nossa missão é continuar a empoderar as mulheres rurais em prol de um futuro agrícola mais sustentável e com mais igualdade”.

Por sua vez, Luís Mira, Secretário-Geral da CAP destacou que: “As três novas vencedoras são um impulso para o sector, com projetos que se distinguem pela sustentabilidade e reabilitação rural. É este o caminho que acreditamos para a sobrevivência da cadeia agrícola e pecuária”. O júri, composto por representantes especializados de ambas as entidades, avaliou diferentes critérios que vão desde a inovação, o combate à desertificação, o impacto e a sustentabilidade dos projetos inscritos, o empoderamento económico até à possibilidade de réplica de negócio. Graças ao Programa Talenta, a Corteva já conseguiu empoderar mais de mil mulheres rurais de 9 países, incluindo Portugal.

REVISTAS

Exployo Vit

NEWSLETTERS

  • Newsletter Agriterra

    10/07/2024

  • Newsletter Agriterra

    03/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.agriterra.pt

Agriterra - Informação profissional para a agricultura portuguesa

Estatuto Editorial